Natal de 2020

Carta Circular do Superior Geral

     

Este ano vai haver Natal!

 

A todos os Membros da Família Hospitaleira de S. João de Deus

 

Caríssimos Irmãos, Colaboradores, Voluntáriose Amigos,

 

Este ano vai haver Natal: será provavelmente celebrado de uma forma maishumilde e mais simples, mas o Menino Deus vai nascer e virá para nos encher depaz e de amor. Nem a pandemia de que estamos a sofrer, nem qualquer outrasituação que assola o nosso mundo poderá arrebatar-nos o Natal. Como nos diz oanjo na Noite de Natal: Não tenhais medo, nasceu-vos um Salvador (Cf.Lucas 2, 10-11).

 

Com esta boanotícia, envio-vos as minhas felicitações, com votos de que este ano o MeninoDeus entre nas nossas vidas, nas nossas casas, nas nossas comunidades e nomundo inteiro, enchendo-o de luz e de esperança, especialmente onde osofrimento e a marginalização incidem mais fortemente.

 

Este ano vai haver Natal! É verdade que a nossa vida está este ano particularmentecondicionada pela pandemia do coronavírus que mudou muitas coisas na nossamaneira de viver e no nosso estilo de vida, que trouxe tanta dor, tanta solidãoe causou a morte de muitas pessoas. Trouxe também consequências de naturezaeconómica, social, ética e espiritual. A pandemia ainda não acabou e, emboraesperemos que ela acabe em breve, ainda estamos debaixo das incertezas quecausa em todo o mundo.

 

Estapandemia, como nos ensinam outras situações de que facilmente nos esquecemos, revelou-nos,acima de tudo, a vulnerabilidade do ser humano. Realizámos muitos progressostecnológicos e de todo o tipo, de modo que o ser humano, especialmente nalgumaspartes do mundo, pensava que quase se tinha tornado imune, que estava muitopróximo de atingir o grau de super-homem, que alguns filósofos e tecnocratastêm vindo a difundir. No entanto, bastou apenas um vírus para pôr emxeque o mundo, os sistemas de saúde mais avançados, os sistemas económicose todas as previsões que tinham sido feitas. Oxalá possamos aprender a lição dahumildade, para construirmos o mundo e a sociedade de uma forma maishumana e fraterna, mais humilde e compassiva, menos prepotente.

 

Esta é umadas mensagens que o Natal nos traz e que, desta vez, somos chamados a celebrarcom especial atenção. Também este ano vamos celebrar o Natal e, no meiode tantas dificuldades, o nascimento do Senhor ajudar-nos-á a esclarecer arealidade que estamos a viver e a sofrer. Temos de aprender para o futuro, paraque possa nascer algo novo, criativo e, sobretudo, mais justo e mais fraternopara o mundo, de acordo com a Carta Encíclica Fratelli Tutti,recentemente publicada pelo Papa Francisco. Este ano vai haver Natal!Será vivido certamente de modo mais humilde e silencioso, mas mais profundo,mais parecido com o primeiro Natal em que Jesus nasceu, em solidão e pobreza.

 

Durante estetempo de pandemia, estamos a aprender a abrir-nos à esperança, a encontrarrecursos pessoais, sociais e religiosos que nos mostrem que é possívelultrapassar esta situação complicada, se o fizermos de forma solidária e comfé. Não sabemos quando chegará o fim, mas a esperança nas vacinas e em novostratamentos faz-nos vislumbrar cada vez mais próximo o fim deste"pesadelo". Além disso, confiamos que a experiência que vivemosajudará a melhorar os sistemas de saúde e de assistência social e a criar umaeconomia mais fraterna, que responda aos direitos de todos, especialmente daspessoas mais carenciadas..., e esperamos que se tornem realidade tantos outrossonhos, também a nível pessoal, familiar e da Ordem.

 

Porqueestamos cheios de esperança, este ano vai haver Natal, mesmo que eleseja mais austero e simples. A luz e a esperança que o Menino Deus traz aomundo, aos doentes, aos que sofrem e aos que são vítimas de qualquer forma de agressão,marginalização ou catástrofe natural, dá todo o seu significado ao Natal desteano. É uma esperança que baseia na simplicidade e humildade do Menino nascidoem Belém e na humildade de todos os homens e mulheres de boa vontade.

 

Humildade,esperança, fraternidade e hospitalidade: são estas as chaves para sair dapandemia e que nos ajudarão a viver o Natal com profundidade e alegria. Esteano vai haver Natal! Acolhamo-lo como Maria, Mãe de Jesus que, comesperança e fé, acolheu o seu Filho, acreditou firmemente Nele e foi a suaprimeira seguidora.

 

Obrigado atodos os membros da nossa Família Hospitaleira de São João de Deus em todo omundo, que durante este ano, com grande empenho e sacrifício, estão ao serviçodos doentes e dos necessitados, especialmente por causa do coronavírus. Muitos Irmãose Colaboradores sofreram, devido ao contágio do vírus, e alguns morreram por isso.Para todos eles vão os nossos sinceros agradecimentos e, a quantos partirampara o Senhor, a nossa oração e homenagem.

 

Desejo atodos, Irmãos, Colaboradores, Voluntários, Benfeitores e Amigos da Ordem, aos doentese às pessoas assistidas nos nossos Centros e às suas famílias, um Feliz Natal eum Próspero Ano Novo de 2021, já livres do coronavírus. Queira Deus que assimseja. Aos Irmãos e Colaboradores que durante estes dias estarão de serviço paraprestar assistência às pessoas presentes nos nossos Centros, especialmente aosque trabalharem no dia de Natal, os meus sinceros agradecimentos ereconhecimento, em nome de toda a Ordem.

 

Em meu nome pessoae de toda a Família Hospitaleira de São João de Deus da Cúria Geral, Irmãos eColaboradores, os mais sinceros votos de um Feliz Natal cheio de paz e alegria!

 

 

Ir. JesúsEtayo

SuperiorGeral



 

Copyright © 2021 Fatebenefratelli